Tratamento Fonoaudiológico na Apnéia Obstrutiva do Sono

O tratamento fonoaudiológico tem como objetivo dar força e mobilidade aos grupos musculares na região da orofaringe (garganta), adequar a postura dos tecidos moles, melhorando as funções da mastigação, sucção, deglutição e respiração . Os exercícios trabalham a força muscular e a mobilidade de toda musculatura da orofaringe com redução do ronco e a diminuição da gravidade da Síndrome da Apneia Obstrutiva do Sono (SAOS).

O tratamento fonoaudiológico na apnéia do sono é um procedimento terapêutico simples, não invasivo, seguro e sem risco. O tratamento fonoaudiológico tem como objetivo dar força e mobilidade aos grupos musculares na região da orofaringe (garganta), adequar a postura dos tecidos moles (palato mole,  ponta e base da língua, bochechas, lábios) melhorando as funções da mastigação, sucção, deglutição e respiração . Os exercícios trabalham a força muscular e a mobilidade de toda musculatura da orofaringe com redução do ronco e a diminuição da gravidade da Síndrome da Apneia Obstrutiva do Sono (SAOS) .

O tratamento fonoaudiológico é indicado para pacientes adultos com diagnóstico de ronco primário (sem apnéias do sono), com diagnóstico recente de apnéia obstrutiva do sono de grau classificada como leve (5-15 eventos por hora) ou moderada (de 15-30 eventos por hora), além de pacientes que tenham oxigenação acima de 90% e com um Índice de Massa Corpórea (IMC) < 35 Kg/m2.

O tratamento fonoaudiológico é também indicado para pacientes que não tiveram boa adaptação ao tratamento com o CPAP (que é o tratamento de escolha para a SAOS moderada e grave), para pacientes que não tem os pré-requisitos ou não se adaptaram ao tratamento com aparelho intra-oral e como terapia associada aos outros tratamentos. O tratamento fonoaudiológico não é indicado isoladamente para pacientes com presença de acentuadas alterações anatômicas craniofaciais ou das vias aéreas.

A avaliação é feita em uma consulta individual e as sessões terapêuticas são  semanais com duração de aproximadamente 1 hora por 8 semanas consecutivas. Após este período se iniciam 4 sessões à cada 15 dias para adequação de funções (manutenção da terapia em funções do paciente). Caso haja necessidade este período poderá ser reavaliado.

Durante as sessões o paciente receberá modelo e orientações dos exercícios que deverão ser realizados em casa no decorrer da semana. Estes terão duração de, em média, 15 minutos devendo ser realizados três vezes ao dia (manhã, tarde e noite). O paciente receberá um diário para anotação da execução dos exercícios e possíveis dificuldades.  Após o período de 12 sessões o paciente será reavaliado com avaliação fonoaudiológica e polissonografia.

Entrar em Contato